Frade capuchinho que morou em Canindé será beatificado

Publicado em 24/05/2017 às 22:43

Exatamente quando
completam 200 anos de fundação a Paróquia de São Francisco das Chagas de
Canindé, ícone da fé e religiosidade do povo Nordestino, tem muito que
comemorar. Vale ressaltar ainda que serão comemorados os 100 anos de sagração
da Basílica de São Francisco e 171 anos de emancipação política da cidade.
Frei Daniel de Samarate
que nasceu no dia 15 de junho de 1876 e, faleceu em 1924 foi um religioso italiano da ordem dos capuchinhos que morou em Canindé, agora será beatificado.
Assim ele mesmo se
apresenta no início do Álbum Missarum (registro de missas) sob o título:
“Notanda et memoranda” (coisas a serem anotadas e lembradas):

“Nasci no dia 15 de junho de 1876 e fui batizado no dia 16 de junho de 1876. No dia 14 de janeiro de 1890 entrei no convento dos capuchinhos no seminário menor de
Sovere (Bergamo). No dia 23 de junho de 1891 fui admitido ao noviciado no convento de Lovere e no dia 24 de junho de 1892 no mesmo convento fiz a profissão dos votos simples nas
mãos do Revmo. P. Leão de Briosco, meu Mestre.
No convento de Bréscia no dia dois de julho de 1896 professei solenemente nas mãos do M.R.P. João Antônio de Brescia, Guardião. No mesmo ano, no dia 19 de dezembro, das mãos do Eminentíssimo Cardeal André Ferrari recebi a tonsura e as quatro Ordens Menores na capela subterrânea dedicada a São Carlos Borromeu na Catedral de Milão. No dia 18 de setembro de 1897 do mesmo Prelado recebia do subdiaconato no Santuário de Rho, Milão.

No dia oito de agosto de 1898, parti de Milão para o Brasil como missionário apostólico e no dia 30 do mesmo mês cheguei ao Pará, de onde fui destinado a Canindé (Ceará) lá chegando no dia 22 de setembro de 1898. No dia dois de outubro fui ordenado Diácono por D. Joaquim José Vieira, Bispo do Ceará, no Santuário de São Francisco, Canindé. No dia 19 de março de 1899 fui ordenado Sacerdote pelo mesmo Prelado na Catedral de Fortaleza e celebrei a minha Primeira Missa no dia
25 do mesmo mês no Santuário de S. Francisco em Canindé.
No dia 22 de janeiro de 1900 fui destinado à Colônia de Santo Antônio do Prata (Pará) onde permaneci por
quase 14 anos, período no qual fui contagiado pela doença que me obrigou a
viver isolado. No dia 31 de janeiro de 1913 deixei o Prata para residir na paróquia do Anil, São Luís do Maranhão. Em dezembro regressei ao Pará e no dia 27 de abril de 1914 me internei no Retiro São Francisco perto do asilo dos
leprosos do Tucunduba.”

Hoje a Ordem dos
capuchinhos, mais precisamente da Província de Nossa Senhora do Carmo, em São
Luís- Maranhão está responsável junto a Roma pelo processo de Beatificação de
Frei Daniel, que foi um grande servo de Deus e exemplo de caridade. No último dia 23 de Março de 2017, o  Papa Francisco assinou o Decreto da Heroicidade das Virtudes do capuchinho italiano
de Samarate (Milão). A data para beatificação ainda não foi divulgada. 

Foto: Arquivo da Província de Nossa Senhora do Carmo
Redação: Antonio Carlos Alves

Canindé Online

436 Post

Related Posts

error: Content is protected !!

Entrar

Cadastrar

Redefinir senha

Digite o seu nome de usuário ou endereço de e-mail, você receberá um link para criar uma nova senha por e-mail.

X
Have no product in the cart!
0