Juíza determina transferência dos ursos Dimas e Katia para Joanópolis-SP

Laudos e pareceres técnicos do Ibama, Semace e de representações de Medicina Veterinária, indicavam em 2018 que os animais tinham condições de permanecer no zoológico

A juíza da 3ª Vara da Comarca de Canindé, Tassia Fernanda de Siqueira, concedeu uma liminar ontem, segunda-feira (10) determinando a transferência dos ursos Dimas e Kátia para o santuário “Rancho dos Gnomos”, localizado em Joanópolis, São Paulo.  A medida cautelar atende o pedido da Associação Brasileira dos Defensores dos Direitos e Bem Estar dos Animais, por meio de uma Ação Civil Pública.

Os requentes alegaram que os animais são mantidos em condições inadequadas e extremamente diferentes do habitat natural, causando-lhes sofrimentos, destacando a elevada temperatura, alimentação inadequada e recinto fora dos padrões minimamente aceitáveis.

No processo, a requerente, requer ainda a condenação do Zoologico de Canindé, que é administrado pelo Santuário de São Francisco das Chagas, ao pagamento de indenização por danos morais coletivos causados ao meio ambiente, cujos valores deverão reverter em ações desenvolvidas em benefício da proteção e bem-estar dos animais.

Laudos e pareceres técnicos do Ibama, Semace e de representações de Medicina Veterinária, em 2018, apontam que os animais têm condições de permanecer no zoológico.

Em relatório do dia 12 de janeiro de 2019, a Faculdade de Medicina Veterinária – FAVET/UECE e Grupo de Estudos de Animais Selvagens – GEASCE, diz que “foram anotadas algumas inconformidades técnicas, no entanto, as providências já vêm sendo tomadas, havendo planos já idealizados em plantas arquitetônicas para ampliação e modernização do empreendimento aproveitando área disponibilizada pela Paróquia. E ainda, é perceptível nos administradores e equipe técnica a busca constante por melhorias, pois o conhecimento é dinâmico e necessita de constante atualização”, diz o relatório de visita técnica.

Foto: Jander Silva/Sanutário
Foto: Jander Silva/Sanutário

As adequações do ambiente onde vive os ursos foram finalizadas no mês passado (maio) e passou por uma ampla reforma de melhorias na estrutura, como ampliação do espaço, arborização e climatização.

O urso Dimas, vive há mais de 10 anos no Zoológico São Francisco. O Ibama trouxe o animal para Canindé, depois de ter sido resgatado de um circo, onde foi vítima de maus-tratos. No ano passado o Instituto Luiza Mell iniciou uma campanha para transferir os ursos da cidade.

O Santuário disse ao Canindé Online que não foi notificado da decisão, mas se manifestou após tomar conhecimento pela reportagem. Em nota o Santuário diz que sempre foi guardião dos animais que estão aos cuidados e que não decidiria sobre a permanência ou transferência de nenhum deles; “Sobre Dimas e Katia os órgãos estaduais emitiram nestes últimos meses diversos laudos que comprovam que os mesmos não são maltratados e que nossos cuidados e estruturas são adequadas e condizentes”, diz. E finaliza dizendo que a postura continuará sendo a mesma: “inspirados em São Francisco de Assis, cumprindo o papel de protetores da criação de Deus, fazendo o melhor que podem, enquanto eles estiverem aqui”.

O Canindé Online não conseguiu contato com a Associação Brasileira dos Defensores dos Direitos e Bem-Estar dos Animais.