O caso é investigado pela Polícia Civil de Canindé que já identificou os suspeitos

Eleitores, ativistas políticos submeteram a tortura um tatu-peba, durante comemoração política no município de Caridade, no interior do Ceará.

Eles comemoravam a vitória da candidata Simone Tavares (PDT), que foi eleita prefeita no último domingo (15).

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, uma mulher aparece dando algo que seria bebida alcoólica ao tatu-peba. Pessoas que aparecem ao lado, se divertem com a cena. No local também é possível ver várias pessoas sem máscara, algo obrigatório em todo o Estado do Ceará.

A ação seria um deboche ao adversário político que perdeu a eleição. No entanto, o animal que foi submetido a maus-tratos.

O Canindé Online, entrou em contato com a Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) e aguarda um posicionamento.

Atualização/Correção

A Polícia Civil de Canindé, que já está no caso, informou nesta manhã (17), que os suspeitos foram identificados e serão ouvidos. Em um novo vídeo é possível ver que a carcaça de um animal é arrastada em via pública por uma motocicleta. Segundo a policia, não é um animal vivo, no caso da motocicleta. A redação do Canindé Online corrigiu a informação por não fazer parte da investigação.